Mais uma comunidade organizada


Mais uma comunidade organizada

Durante o último Congresso Internacional de Agricultura de Precisão (International Conference on Precision Agricultulture - ICPA), realizado entre os dias 31 de Julho e 4 de Agosto de 2016, em St. Louis, Missouri, EUA, os principais representantes latino-americanos presentes no evento, inclusive a equipe do Laboratório de Agricultura de Precisão, se reuniram para discutir sobre a criação de uma comunidade latino-americana em torno do tema da agricultura de precisão (AP). Tal iniciativa foi incentivada pela Sociedade Internacional de Agricultura de Precisão (International Society of Precision Agriculture - ISPA), que abriu chamada para a criação de “comunidades” temáticas. A reunião contou com integrantes do Brasil, Chile, Peru, Uruguai, Colômbia e México com representantes de universidades, centros de pesquisa e também da iniciativa privada. Os participantes alegaram a necessidade de um grupo que tratasse da promoção da AP nesses países, considerando suas características e demandas locais, o que não tem sido o foco da ISPA. Uma das principais características que devem ser abordadas é a expansão da AP em pequenas produções familiares que têm grande representatividade no agronegócio da América Latina. Além disso, o grupo terá o desafio de abordar a AP em uma pluralidade de tipos de exploração agrícola, desde grandes campos de produção de grãos, frutas e produção de animais e seus derivados.
Durante a reunião foram nomeados o Prof. José Paulo Molin (USP/ESALQ) e o Prof. Rodrigo Ortega (Universidad Tecnica Federico Santa Maria, Chile), como presidente e vice presidente, respectivamente, e também os primeiros membros da nova comunidade. Ao final do congresso a criação da comunidade “Precision Agriculture in Latin America”  foi aprovada pelo Conselho da ISPA e o grupo assume alguns compromissos como realizar ao menos uma reunião anual e organizar sessões técnicas nas próximas edições do ICPA, dentre outras.

Legenda da foto: Plenária do ICPA em St. Louis